Aromaterapia: usos, benefícios, óleos e contraindicações

0 152

Oriunda do ramo da fitoterapia, a palavra aromaterapia vem de: “aroma” que significa cheiro agradável e “terapia”, que nada mais é que tratamento que visa à cura de uma indisposição mental ou física. Ela é nada mais do que a inalação de aromas com mix de fragrâncias naturais, ou seja, a utilização de óleos essenciais para auxiliar a estimular diferentes partes do cérebro para melhorar o bem-estar físico e psicológico.

O que é a aromaterapia?

A aromaterapia é um tratamento holístico de cura que utiliza extratos naturais de plantas para promover a saúde e o bem-estar. Às vezes é chamada de terapia com óleo essencial. A aromaterapia usa óleos essenciais aromáticos medicinalmente para melhorar a saúde do corpo, da mente e do espírito. Ele melhora a saúde física e emocional.

A aromaterapia é considerada uma arte e uma ciência. Recentemente, a aromaterapia ganhou mais reconhecimento nos campos da ciência e da medicina.

A aromaterapia atua através do olfato e absorção pela pele usando produtos como estes:

  • difusores
  • spritzers aromáticos
  • inaladores
  • sais de banho
  • óleos corporais, cremes ou loções para massagem ou aplicação tópica
  • vaporizadores faciais
  • compressas quentes e frias
  • máscaras de argila

Para que serve aromaterapia?

A utilização da aromaterapia é fundamental para a recuperação do equilíbrio e harmonia do organismo. Como dissemos acima, ela é uma prática terapêutica essencial que promove a saúde física das pessoas e age naturalmente no psicológico.

As culturas mais antigas valorizavam os benefícios terapêuticos dos óleos de plantas aromáticas. A antiga literatura védica da Índia e os textos históricos da medicina chinesa documentam a importância dos óleos aromáticos para a saúde e para a espiritualidade.

Medicina Alternativa

Ela está dentro da medicina alternativa e pode ser recomendada através de um naturopata ou terapeuta holístico que, através dos sintomas que você apresentar, irá te receitar a melhor fragrância para você.

Vale lembrar que, além dos efeitos dos óleos essenciais diretamente na mente humana, outros benefícios da aromaterapia age diretamente nos efeitos fisiológicos advindos de suas propriedades bactericidas, antifúngicas e antivirais.

Benefícios da aromaterapia

  • Alivia os sintomas de ansiedade, insônia, depressão, resfriado e até complicações mais profundas
  • Dá imunidade
  • Promove o bem-estar
  • Controlar a dor
  • Melhorar a qualidade do sono
  • Reduz o estresse, a agitação e a ansiedade
  • Acalma as articulações
  • trata dores de cabeça e enxaquecas
  • Alivia desconfortos do parto
  • Melhora a digestão
  • Aumentar a imunidade

Como funciona?

Quando inalamos um aroma de óleos essenciais, os receptores do nariz enviam mensagem para o sistema límbico do cérebro. Além de atuar no nosso humor e no estado emocional, esse processo também pode causar efeitos fisiológicos no corpo.

Aromaterapia por óleos essenciais

Parte fundamental que complementa a aromaterapia, os óleos essenciais são feitos a partir das ervas medicinais encontradas na natureza. Muitos deles são específicos e cada um tem sua função. Aquele ditado que na natureza está a cura da humanidade é mais que certeiro e, para dar certo, basta apenas: acreditar!

Os óleos essenciais podem acalmar, estimular, conservar alimentos, cicatrizar, desinfetar e até atuar como inseticida, fungicida, bactericida, repelente e agente de limpeza natural, só é preciso ficar atento às propriedades de cada tipo. Separamos alguns dos mais tradicionais muito utilizados nesta medicina para você saber. Confira:

Aromaterapia
(Foto: FreePik)
  1. Alecrim: muito utilizado para sanar cansaço mental, falta de memória e dificuldade de concentração. O alecrim dentro da aromaterapia auxilia também em dores como enxaqueca, musculares e articulares.
  2. Ilangue-ilangue: na aromaterapia, o óleo essencial de ilangue-ilangue ou ylang-ylang é usado para melhorar o humor, aliviar a ansiedade e a depressão. Seu aroma é doce, frutado e suave. Também é recomendado para pessoas com pressão alta, que têm náuseas e demais problemas intestinais.
  3. Lavanda: recomendado para quem tem excesso de estresse, insônia e dor de cabeça. Essa essência é muito usada também para combater problemas respiratórios e resfriados.
  4. Jasmim: a aromaterapia com óleo essencial de jasmin ajuda em problemas respiratórios, excesso de estresse e tensões musculares. Ele é recomendado também para a diminuição da líbido e tratamentos contra depressão.
  5. Sândalo: muito usado para quem ter dores no peito, excesso de estresses e tensão muscular. O sândalo é delicioso e ao sentir o cheirinho, automaticamente nos traz uma sensação relaxante. Ele também é muito usado em tratamentos de infecções urinárias, garganta inflamada e problemas bronco-respiratórios.Bergamota: indicado em tratamentos contra estresse, ansiedade e depressão. Ao inalar essa essência você pode combater algumas infecções de pele pois a bergamota tem poderes cicatrizantes.
  6. Limão: se você está tendo dificuldades de concentração e vive ansioso essa é uma essência feita pra você. O limão te dá energia e revigora qualquer sistema imune enfraquecido.
  7. Camomila: além de ser um excelente produto natural, a camomila é uma erva fundamental para todos os seres humanos. Na aromaterapia é muito utilizada para combater extresse, tensões musculares, insônia e depressão. O óleo essencial é recomendado também para tratamentos do sistema urinário e demais inflamações.
  8. Canela: a canela é um excelente produto natural. Quando transformado em essência auxilia no combate ao cansaço físico e mental mesmo como tonturas, dores de cabeça, falta de concentração e irritabilidade. Se você tiver com dificuldade em relaxar é super indicado. Ele também serve no tratamento de cólicas menstruais.
  9. Eucalipto: recomendado para problemas respiratórios, dor de cabeça, enxaqueca, tensões e dores musculares. Excelente no combate à febre.

De acordo com a National Association for Holistic Aromatherapy , os óleos essenciais mais populares são:

salva esclereia
cipreste
eucalipto
funcho
gerânio
Ruivo
helichrysum
lavanda
limão
capim-limão
mandarim
Neroli
patchuli
hortelã-pimenta
Camomila romana
Rosa
Alecrim
árvore do chá
vetiver
Ylang Ylang

Efeitos colaterais

A maioria dos óleos essenciais é segura para uso. Mas existem alguns cuidados que você deve tomar ao usá-los, bem como os efeitos colaterais dos quais você deve estar ciente, especialmente se você tomar algum medicamento prescrito.

Não aplique óleos essenciais diretamente na pele. Lembre-se de fazer um teste de remendo antes de usar óleos essenciais. Como os óleos essenciais de frutas cítricas podem tornar sua pele mais sensível ao sol, esses óleos devem ser evitados se você for exposto à luz solar.

Crianças e mulheres grávidas ou amamentando devem usar óleos essenciais com cuidado e sob a supervisão de um médico. Você deve evitar alguns óleos e nunca engolir óleos essenciais.