Óleo de girassol na pele e cabelos? Saiba quando usar

0 305

Pouca gente sabe, mas além do consumo na alimentação e gastronomia de todas as casa brasileiras, o óleo de girassol conquistou espaço também em tratamentos de estética e beleza.  Ele é muito indicado para proteger a pele e cabelo. Na pele, ele pode ser usado com o objetivo de hidratar, amaciar, nutrir e até ajudar no processo de cicatrização de alguma ferida ou machucado.

Além disso, ele age diretamente como um excelente produto reparador de tecidos, por ser rico em vitamina E, e tem, efeito de limpeza combatendo a acne. Já nos cabelos, ele tem função de ativar e hidratar os fios.

Benefícios do óleo de girassol para a pele

Óleo de girassol: veja os benefícios para cabelo e pele
(Foto: FreePik)

Por causa de suas propriedade calmantes e emolientes, o óleo de girassol é excelente para manter a saúde e beleza da pele. Ele também é rico em nutrientes e antioxidantes e serve para tratamentos contra acne, eczema e demais irritações de pele.

Entre suas propriedades, estão:

Antioxidante;
Antirradicais livres;
Anti-inflamatório;
Calmante;
Antialérgico;
Bronzeador;
Hidratante;
Cicatrizante.

Quando usar?

  1. Hidratação da pele: como dissemos acima, o óleo de girassol ajuda a manter a pele hidratada devido a propriedade emoliente, que faz uma barreira protetora contra o ressecamento.
  2. Saúde da pele: por ser rico em vitamina E, ele previne demais danos causados pela radiação UV e é um ótimo aliado na prevenção de rugas
  3. Tratamento contra acne: pouca gente sabe, mas ele não é muito gorduroso e, por isso, é mais facilmente absorvido pela pele, o que consegue agir no controle de acnes. Tem vitaminas e ácidos graxos que atuam como antioxidantes para regenerar as células e ajudam a combater a bactéria causadora da acne
  4. Protege da luz do sol: por ter a vitamina E concentrada, o óleo de girassol, que é rico em betacaroteno, auxilia na prevenção de danos causados pelo sol.
  5. Óleo rejuvenescedor: por ter propriedades antioxidantes, o óleo de girassol ajuda a combater os radicais livres que causam o surgimento de rugas e linhas de expressão em peles jovens
  6. Pele seca: o óleo de girassol aumenta a capacidade de retenção de água pela pele, sendo benéfico para pessoas com pele seca ou sensível
  7. Problemas de pele: por ser um óleo de alta qualidade, o óleo de girassol apresenta textura leve, ele é indicado tanto para peles normais, quanto secas, oferecendo um maciez na pele.

Como usar óleo de girassol no rosto?

(Foto: FreePik)

Assim que lavar bem o rosto com um sabonete neutro, você pode molhar o óleo numa bolinha de algodão e ir passando, em sentido anti-horário em toda a face. Se você preferir, assim que aplicar o óleo de girassol, pode aplicar um hidratante que preferir, porém, não é uma regra, uma vez que o próprio óleo já contem função de hidratação natural.

Óleo de girassol nos cabelos

Óleo de girassol: veja os benefícios para cabelo e pele
(Foto: FreePik)

Por ser rico em vitaminas E – C, é conhecido por ser um óleo que possui muitos minerais que hidratam, minimizam e definem os fios. Além de ser um produto muito indicado para quem tem queda pilar, uma vez que contribuir no fortalecimento das madeixas.

  • Aliado da queda de cabelo: o óleo de girassol possui um ácido alfalinolênico que é muito útil na prevenção da queda de cabelos muito finos.
  • Age no tratamento de problemas capilares: o óleo de girassol é bem leve e, por isso, ajuda a condicionar o cabelo oleoso
  • Controla o frizz: assim como qualquer outro óleo, o de girassol atua diretamente no molde dos cabelos, controlando assim, os frizz que ficam. Basta aplicar nos fios antes de lavar os cabelos que vai sentir a diferença

Contraindicação

Teste primeiro se você tem alergia a sementes ou frutos secos. Se você é alérgico a sementes de girassol , pode consumir versões altamente refinadas de óleo de girassol. Se você tem alguma alergia a sementes ou frutos secos, converse com seu médico; pode fazer sentido fazer um teste de raspagem por um alergista antes de usar óleo na pele.
Pode não ser bom para quem sofre de alergia à ambrósia. Algumas pessoas com alergia também têm sensibilidade ou alergia ao óleo de girassol.

Gostaram das dicas? Agora que você já sabem que os benefícios deste poderoso óleo são realmente muito significativos, tanto para pele quanto para as madeixas, eles podem ser naturalmente substituídos pelos similares, como óleo de coco ou óleo de amêndoas, em diferentes tratamentos de beleza.

Já para o consumo, por ser uma gordura, deve ser consumido apenas em pequenas quantidades. Em todo caso, se você encontrar algum problema suspenda o tratamento de pele ou nos cabelos e procure imediatamente um médico de sua confiança.